A VERDADEIRA NATUREZA DA MEDITAÇÃO

A VERDADEIRA NATUREZA DA MEDITAÇÃO

A VERDADEIRA NATUREZA DA MEDITAÇÃO
...♦02/02/2014♦
Amados, gostaria de falar com vocês agora sobre o que é chamado de meditação, não há um dia sequer que você não passe algum tempo em meditação, pois há vários estágios do que vocês chamariam de meditação.
Se apenas tomar um momento com você pausando nos primeiros instantes de sua manhã para ver a beleza da luz que vem com cada amanhecer, com você fazendo uma pausa e refletindo sobre a criança sagrada que você vê no espelho, com você se permitindo relaxar e respirar profundamente o sopro do espírito sagrado vivendo no que você é, isto é um momento de meditação.
Ele não tem que ser o que você veria como um ritual, de sentar-se em uma determinada postura, de sentar-se por um determinado período de tempo, de acender uma vela ou um incenso, tudo isto são adições bonitas para a meditação e são belas maneiras de trazer seu foco para a conexão do espírito no que você é e o amor que você é, mas eles não são a meditação.
Em cada momento de seu tempo pratique a presença de saber que você é Deus, em todas as atividades que você faz pare por um momento e pergunte:
“Quem está fazendo esta atividade?
Quem está respirando?
Quem está se movendo?
Quem está tocando?”, seja muito presente com o que você está fazendo e saiba que essa presença é a vida de Deus sobre este plano.
Quando você contempla o outro e sorri para ele em saudação, pare e pergunte a si mesmo:
“Quem está sorrindo?”
E saiba que ele é o seu Pai Celestial se expressando neste plano para você, você está vivendo a vida de seu Pai Celestial neste plano.
Cada passo que você dá é um passo que Ele dá, cada sorriso que você troca com outro é o sorriso de amor do Pai Celestial, em cada momento pratique a presença de Deus, pratique a presença do amor, de quem você é, reconheça a presença da alegria que você é, das muitas notas musicais que você canta, quer seja visto cantando, ou seja visto como o riso, ou seja visto como uma mensagem de amor para o outro, de suporte para outro, para aquele que estão passando por uma experiência e você estende-lhe a mão, o seu ombro para chorar, o seu sorriso para encorajá-lo,
para dizer-lhe:
“Eu vejo, mas vejo uma visão maior e eu sei que nós somos filhos de Deus, você é filho do nosso Pai Celestial, e ele não te abandonará”, pratique a presença de Deus em cada momento, para você viver a vida do nosso Pai Celestial neste plano.
Quando você toma para si mesmo momentos tranquilos chamados de oração, chamado de meditação, comece com a respiração,
esteja muito presente com a respiração, inspire a luz branca dourada que você é, contemple a respiração, sinta a energia do que você é misturando-se com cada inspiração, sinta o amor que você está expressando com o lançamento de cada expiração, torne-se um com a respiração.
Contemple a natureza de Deus, pense sobre o que você sentiu que Deus sente que lhe foi ensinado, passe por essas ideias, porque elas serão os conceitos que você recolheu para si mesmo sobre a sua viagem, mas saiba que estes são conceitos, eles não são Deus,
são ideias a respeito de Deus, contemple o conceito do Pai, do nosso Pai Celestial, como é essa mudança no conceito?
Contemple as palavras, ideias, até onde não há palavras ou conceitos, não é apenas uma sensação de paz, o sentimento de ilimitado, o sentimento de alegria, o sentimento de libertação.
O que leva você para o que chamaremos o próximo passo na meditação: lugar de comunhão, onde você tem ido além das palavras, conceitos e ideias e você veio ao lugar onde experimenta comunhão com aquele que você é, onde há uma paz duradoura profunda, a sensação de estar no fluxo da energia que você é.
Você está habitando no momento no lugar do coração, habitando no coração e ouvindo, a voz mansa e delicada do que falei que pode ser ouvido naquele lugar, ele não pode ser ouvido no rugido e barulho do mundo, em todas as atividades que a humanidade gosta de rodear-se, ele é ouvido no silêncio e na paz do que você chamaria de oração ou meditação, na comunhão com aquele que você é, ele está retornando até aquele lugar de consciência de quem você é, não que você tenha que pesquisar e procurar por algo que está perdido, pois nunca esteve perdido, está dentro de você,
sempre esteve dentro de você, porque é você.
Deus encontrou você, não é que você tenha que procurar por Deus,
Deus já te encontrou, em seus momentos de quietude que temos chamado de primeiro estágio da meditação contemplativa, diga ao o Pai Celestial, “Eu estou aqui, você me encontrou e eu encontrei você”, inicie com a sensação de ser encontrado, pois verdadeiramente nunca esteve perdido, seu pai encontrou você, como você vê, há muito tempo, porque você nunca esteve perdido.
No lugar de comunhão haverá um fluxo, um fluxo de amor que você vai sentir, pode ser uma palavra, pode ser uma mensagem, pode ser uma libertação, ou pode ser apenas a sensação de paz, ele não virá com uma grande fanfarra, será a voz mansa e delicada, ele vem em várias formas, pode vir como um suspiro, como a respiração profunda que diz ao corpo “Tudo está bem”, pois na verdade, está tudo bem, você é amado com um amor eterno e nunca esteve perdido.
Permaneça no lugar de comunhão, em seguida, traga com você todas as suas atividades do dia e da noite e saiba que o lugar em que está é solo sagrado, onde quer que esteja você está em comunhão com Deus, e Deus está ali.
Você sempre está dentro dos braços do amor eterno que você é,
você não pode ser separado do amor que você é, é só no que você veria como o seu foco de atenção onde momentaneamente colocou o seu foco em cima de outra coisa que você se sentiu separado, e ainda assim você nunca esteve distante, onde quer que você esteja, você está com Deus no seu ser, você é filho de seu Pai Celestial.
No que é conhecido como meditação contemplativa onde você pode tomar a chama de uma vela ou os frutos do campo, qualquer coisa que possa estar na frente de você, e contemplá-lo para saber sua natureza, e você saberá a sua própria natureza, você vai ver o Cristo em uma maçã, você vai ver o Cristo em tal coisa como uma formiga, você vai ver o Cristo em um pássaro, em seu irmão, sua irmã, e na verdade, você não poderia contemplar o Cristo em qualquer coisa que esteja fora de si mesmo, que já não fosse você mesmo, tu és o Cristo encarnado se expressando.
Permaneça no silêncio do que temos chamado de meditação contemplativa, que vai levar você a partir do lugar da mente para o lugar do coração, onde o sentimento de paz reside, onde é conhecido como o amor que você é, esse é o lugar de comunhão com a unidade que você é.
No local de comunhão, há aqueles que têm experimentado unidade consciente com o que tem sido chamado de Deus ou o Princípio Criador, eles já perceberam a unidade de tudo e tem entendido conscientemente como respeitar a luz ilimitada que nós somos, isso já aconteceu em sua história com alguns que você conhece como mestres e como salvadores, aqueles que você tenderia a colocar acima de você para exaltar e adorar, mas também aconteceu com aqueles que você veria como seus irmãos e irmãs que estavam levando vidas cotidianas e que isso iria acontecer para eles talvez uma ou duas vezes na vida.
Mas eu vos digo: há um grande despertar neste plano onde a unidade consciente do que tem sido conhecido em sua história em que era provado por poucos, está sendo provado por muitos e não será apenas uma vez em uma ocorrência na vida, será no lugar onde você mora, no lugar de onde você vem, e ainda assim você não vai deixá-lo, o lugar de onde você saiu e partilhou com os outros a luz, você terá a consciência, consciência do amor que vocês são, a totalidade muito dinâmica do amor que você é, a própria energia do que vocês são, e você vai compartilhar com os outros, de tal forma que eles vão ser inflamados “ligados”, e o mundo também será.
Amado, realmente você é a luz do mundo, deixe sua luz brilhar com fulgência que é tão brilhante que os outros vão lhe perguntar e você vai compartilhar com eles o segredo “O segredo que você sabe?”
No entanto, não é um segredo de estar muito presente em cada momento, de andar neste sonho como eu o chamaria acordado,
não adormecer como tantas vezes você fez antes, mas ficar em pé neste sonho em estado de vigília, em estado de realização da luz que você é, na verdade, você é lindo.
O Amor que você é, é ilimitado, é sem medida, mesmo vocês em seus momentos de desespero não podem contê-lo, você não pode mudá-lo, você não pode alterá-lo, vocês são a luz do mundo.
Medite sobre a verdade do seu ser, pratique a presença de quem você é.
Que assim seja.
Jeshua
@Judith Coates
Origem: oakbridge
http://portal2013br.wordpress.com/2014/02/02/a-verdadeira-natureza-da-meditacao/