Há uma grande diferença em ser a pessoa que sente o Amor e a pessoa para quem esse Amor está direcionado. Hoje percebo que a pessoa que sente o Amor é a que mais se transforma com este sentimento, mesmo que o Amor não seja reconhecido ou percebido pelas pessoas à sua volta. A pessoa que realmente ama nunca sofre por Amor. Aliás, sofrer por Amor é um contra-senso. A pessoa que ama sente-se em paz e pleno com a Vida. É o apego, o desejo de controle e a percepção do outro como objeto que causa a dor que muitas vezes é relacionado ao Amor. Este Amor que transforma acontece naturalmente para aqueles que, mesmo sentindo medo, estão abertos para enfrentar e vivenciar a experiência da Vida.